O evento iniciou as atividades!

Ainda dá tempo para se cadastrar e receber a certificação!

logo_ciclo

10 a 20/11/2018

Para você que se cadastrou no evento e confirmou a sua inscrição no link enviado pelo e-mail e deseja receber a certificação ao final do 2º Ciclo de Palestras é preciso participar do evento da seguinte forma:

Clique no link do vídeo no youtube e assista o vídeo das palestras entre os dias 10 a 20 de novembro de 2018.

Realize comentários abaixo do vídeo (diretamente no Canal do Youtube), que sejam pertinentes ao conteúdo que é apresentado na palestra.
Estes comentários podem ser reflexões sobre alguma das temáticas, relatos de experiências sobre o assunto, dúvidas para o palestrante.
Se desejar você também pode responder comentários de outros participantes. 

Contamos com a sua participação para fazer deste evento um momento de troca, reflexões e novas construções de conhecimento! 

PaulaBelem

Paula Belem

Psicopedagoga e Coach Educacional

REFLEXÕES SOBRE TRANSTORNOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM E DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NA PERSPECTIVA DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Assista a parte 1 da palestra

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

Assista a parte 2 da palestra

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

Miryan2

Miryan C. Buzzeti

Doutora em Educação Especial

CONTRIBUIÇÕES DA NEUROCIÊNCIA NO ENSINO DOS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL

Assista a parte 1 da palestra

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

Assista a parte 2 da palestra

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

Assista a parte 3 da palestra

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

AnaCelia

Ana Celia de L. Viana

Mestre em Educação Especial

ATIVIDADES MUSICAIS EM SALA DE AULA: PROMOVENDO A INCLUSÃO DE ALUNOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS

Assista a parte 1 da palestra

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

Assista a parte 2 da palestra

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

MacielOliveira

Artur Maciel de O. Neto

Mestrando, Letrólogo, Administrador e TILSP

PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO: VISÃO DOS GESTORES EMPRESARIAIS

Assista a parte 1 da palestra

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

Assista a parte 2 da palestra

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

ElaineAntunes

Elaine Antunes

Mestre em Educação

CONCEPÇÕES DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL SOBRE TRABALHO

Assista a parte 1 da palestra

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

Assista a parte 2 da palestra

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

Luciane_Molina

Luciane M. M. Barbosa

Mestranda

CONQUISTA DE UMA ESCOLA ACESSÍVEL E INCLUSIVA PARA ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA VISUAL

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

EduardoMello

Eduardo de Mello

Especialista

ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL DE Pessoa com Deficiência (PcD) EM AMBIENTES CORPORATIVO

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

Brisa

Brisa Teixeira de Oliveira

Mestre em Educação

COMUNICAÇÃO & EDUCAÇÃO ACESSÍVEIS

No Canal do Youtube você pode ativar a legenda

Confira os temas das próximas palestras que serão liberadas

18/11/2018

RegianeBarbosa

Regiane Barbosa

Doutora em Educação Especial

ADAPTAÇÃO CURRICULAR NA ÁREA DA SURDEZ

19/11/2018

AnaJulia

Ana Julia Perrotti-Garcia

Doutora em Linguística

ACESSIBILIDADE EM EVENTOS AO VIVO: QUALIDADE NÃO RIMA COM IMPROVISO

20/11/2018

vivianeY

Viviane G. Yonezawa

Psicopedagoga Clínica e Institucional

CRIANÇAS ESPECIAIS NO JAPÃO

18/11/2018

Danitielli

Danitiele Calazans

Doutora em Educação Especial

AH/SD IDENTIFICAÇÃO E INTERVENÇÃO PRECOCE

Mariane

Mariane D. C. Savioli

Mestre em Educação

A IMPORTÂNCIA DO ENSINO DE LIBRAS NA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES NUMA PERSPECTIVA INCLUSIVA

izabel_souza

Izabel de L. G. Souza

Mestre em Educação

A DIFERENÇA QUE FAZ A DIFERENÇA

20/11/2018

CiceraMalheiro

Doutora em Educação

Cícera A. L. Malheiro

CRIATIVIDADE E A INOVAÇÃO NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

OBJETIVO

O nosso objetivo com essa ação é partilhar reflexões, conhecimentos e orientações práticas e teóricas com o maior número de pessoas que estão envolvidas e buscando o desenvolvimento e a transformação dos processos inclusivos na sociedade.

PÚBLICO

O evento é destinado a gestores secretários de educação, supervisores, diretores de escola, orientadores, coordenadores de área e de escola, professores especialistas, pedagogos, professores da sala comum e da sala de recursos, profissionais da saúde, familiares de pessoas público alvo da educação especial, entre outros.

PARTICIPAÇÃO

Durante o período do evento, os inscritos receberão o link das palestras gravadas em vídeo e poderão assistir quantas vezes desejar dentro do período do evento. As palestras possuem em torno de 30 a 40 minutos cada. Logo abaixo do vídeo terá um local para os participantes deixarem suas dúvidas e comentários.

Leia a seguir algumas dúvidas frequentes

O certificado será emitido com quantas horas?

O certificado será emitido ao final do evento e apresentará 35 horas de carga horária.

Quando o certificado será enviado?

Após assistir e participar de no mínimo 70% das palestras o participante receberá o certificado por e-mail dia 30-11-2018

Pagarei alguma taxa pela emissão do certificado?

Não. Não será cobrada nenhuma taxa pelo certificado. Para contabilizar a sua participação no evento deverá assistir as palestras e participar da seguinte forma: Realizar comentários pertinentes ao tema da palestra que podem ser no formato de  dúvidas ou em forma de relatos de experiências.

As palestras serão liberadas todas de uma única vez?

Não. As palestras serão liberadas diariamente. O inscrito poderá assistir no horário que desejar.

Quantas palestras serão disponibilizadas por dia?

Serão disponibilizadas 1 ou 2 palestras por dia.

Poderei escolher qual palestra quero assistir?

Sim. Os inscritos no evento poderão escolher as palestras que desejarem assistir, bem como, poderão assistir no horário que desejar.

Os inscritos serão avisados por e-mail próximo ao evento?

Sim. Nas semanas que antecedem o evento, os inscritos receberão lembretes por e-mail sobre as datas das palestras e também poderão acompanhar as notícias e informações sobre o evento via Facebook https://www.facebook.com/portaleducacaoinclusiva/  e pela inscrição no Canal do Youtube https://www.youtube.com/azimuthelearning .

Sou aluno (a) de graduação eu posso participar do evento?

Sim. Alunos de graduação também podem participar do evento e receberão ao final do evento o certificado de participante para contabilizar suas horas complementares na faculdade.

Como acessar o espaço on-line onde serão realizadas as palestras?

Será enviado o acesso ao ambiente das palestras via e-mail e será notificado via whatsapp diariamente.

Eu preciso fazer a inscrição para assistir as palestras?

As palestras serão disponibilizadas no Canal do Youtube https://www.youtube.com/azimuthelearning e poderão ser assistidas por qualquer pessoa mesmo que não tenha feito a inscrição no evento. No entanto, para que o sistema possa certificar a participação no evento, o participante deverá enviar os dados solicitados no sistema e ter confirmado a inscrição por e-mail.

Qual horário das palestras?

O evento será realizado durante o período de 10 a 20 de novembro de 2018. Não horário fixo para assistir a palestra e participar. Sendo assim, durante esse período o inscrito poderá participar e assistir no horário que desejar.

Como faço para participar do evento como palestrante?

A inscrição para palestrante já foi encerrada. Mas se desejar se inscrever para ser palestrante no próximo evento, entre em contato com a nossa equipe, pelo formulário de contatos.

Confira alguns dados do 1o Ciclo de Educação Inclusiva que ocorreu em março de 2018

+ de 18

PALESTRANTES

Participantes

+ de 10. 112

VISUALIZAÇÃO

de Vídeos

+ de 1.783

INSCRITOS

no Evento

+ de 1.463

CERTIFICADOS

Solicitados

Contamos com a presença e participação de profissionais da educação, da saúde e familiares de pessoas com deficiência, altas habilidades/superdotação e com Transtorno do Espectro Autista, de diversas localidades do Brasil e do mundo que compartilharam dúvidas e relatos que nos emocionaram e nos fizeram refletir sobre os grandes desafios que as distintas realidades vivenciam com o processo educacional inclusivo.

avaliacao-mapas

Recebemos 677 avaliações respondidas. Destas, 5% dos participantes informaram estar SATISFEITOS e 95% informaram estar MUITO SATISFEITO com o evento.

 

Agradecemos a todos pela avaliação, pelas indicações de melhorias e principalmente por indicarem novos temas.

avaliacao

Conheça alguns temas abordados no evento anterior

Embora seja de conhecimento dos profissionais da educação, que a parceria entre o professor do Atendimento Educacional Especializado (AEE) e o professor da sala comum seja uma evidência importantíssima para efetivar o processo de inclusão escolar no sistemas de ensino, a colaboração de todos os envolvidos é irrefutável dentro deste processo.
Objetivando engajar os educadores neste momento de mudanças, a palestra da professora e mestre em educação Izabel Souza, contribui em uma importante reflexão sobre esta parceria. Durante a sua fala, a professora destaca documentos e legislações que fomentam a educação inclusiva em nosso país. Ela expõe ideias marcantes, debruçado sobre os pilares do saber (saber fazer, saber ser, saber conviver), sendo imprescindível para isto que a ação docente se alicerce no ato de conhecermos nossos alunos”.
A inclusão só acontecerá de fato, quando os educadores se conscientizarem de que, cada aluno é um ser único, com suas dificuldades, limitações e potencialidades. O especialista em AEE, entra neste cenário contribuindo no desenvolvimento dos alunos público alvo da educação especial (PAEE). Neste cenário cabe ao professor da sala regular estabelecer uma parceria com este profissional afim de conhecer melhor as especificidades do alunos e como atender a suas especificidades educacionais de forma acessível e inclusiva.
Ações como estas contribui para que os docentes se “reconheçam” como um ser que valoriza as singularidades e que de fato fazem a “diferença” na vida de seus educandos...”aprendendo para incluir, incluindo para aprender “ como bem cita a palestrante. Incluir é valorizar as diferenças, afinal diferentes somos todos nós!

Andreia Figueira - Autora da Sinopse. Graduada em Pedagoga, Pós-graduada em Educação Especial com ênfase em Deficiência Intelectual, atuou como especialista em AEE em Sala de Recurso Multifuncional, foi tutora em cursos de EAD é docente na área de Educação Especial.

CAMINHOS ENTRECRUZADOS: O AEE E A REALIDADE ESCOLAR

Izabel de Lourdes Gimeze Souza
Professora e Supervisora de Ensino e Mestre em Educação

ALTAS HABILIDADES E SUPERDOTAÇÃO: ESTRATÉGIAS PARA A IDENTIFICAÇÃO

Denise R. Belfort Arantes Brero
Psicóloga e especialista em Educação Especial para Dotados e Talentosos, Mestre em Psicologia Clínica e Doutoranda em Psicologia. Gestora do Inclui Consultoria.

Nesta palestra a psicóloga Denise Rocha Belfort Arantes Brero, expõe estratégias para identificação de alunos com Altas Habilidades e Superdotação (AH/SD) e desperta a reflexão sobre o fato de já termos tido em nossas salas de aula, alunos com AH/SD ou até mesmo ter estudado com pessoas que possuem este elevado potencial, seja nas áreas intelectual, acadêmica, liderança, psicomotricidade ou artes. Com grande objetividade e clareza ela nos impacta de forma imediata ao expor as características marcantes dos alunos com AH/SD: podendo ser em áreas especificas ou combinadas. Por meio das quais estes alunos demonstram elevado potencial na aprendizagem e na realização de tarefas. O ápice desta palestra está na ação de investir em atividades que priorizam a área de interesse desses alunos, "todos os alunos" crescem a partir de sua área de interesse, ainda mais os superdotados ou com Altas habilidades, que também requerem atividades diversificadas. Engana-se quem acredita que estes alunos não fazem parte da Educação Especial, esses estudantes não são gênios com capacidades raras em tudo, apenas apresentam mais facilidade do que a maioria em determinadas áreas. O fato deles terem raciocínio rápido em uma determinada área de conhecimento, não diminui o trabalho do professor. Pelo contrário, eles demandam estratégias desses profissionais, para continuar desenvolvendo a/as áreas/s com maior potencial, bem como outras áreas que precisam de desenvolvimento e assim receber estímulos para manter o interesse pela escola e desenvolver suas potencialidades educacionais. Identificar estes alunos não é algo complicado. Durante a palestra a psicóloga que atua como gestora do Inclui Consultoria apresenta as áreas que devem ser avaliadas e destaca medidas que podem ser aplicadas pelos profissionais da educação e do atendimento educacional especializado (AEE). De acordo com a legislação estas medidas podem ir desde a “Aceleração de Estudos” até estratégias educacionais para o “Enriquecimento Curricular”. Assista e confira!

Andreia Figueira - Autora da Sinopse. Graduada em Pedagoga, Pós-graduada em Educação Especial com ênfase em Deficiência Intelectual, atuou como especialista em AEE em Sala de Recurso Multifuncional, foi tutora em cursos de EAD é docente na área de Educação Especial.

Esta é uma palestra essencial para todos aqueles que possuem a nobre função de educar, seja os profissionais da educação especial, seja aqueles que atuam em sala regular. Em sua fala a professora Thaís Freitas, apresenta as distintas fases anteriores a inclusão escolar: exclusão/segregação/integração. Embora que a atual fase, a inclusão escolar caminhe a passos lentos em algumas realidades brasileiras, é possível observar avanços positivos como a história e a pesquisa vem destacando. Para chegar a resultados positivos, a professora explica sobre a importância do professor conhecer seus alunos, neste caso da palestra, os que possuem surdez. Ela afirma como é significativo para a aprendizagem do aluno surdo que o professor demonstre o interesse em se “comunicar” com ele, estreitando os laços e criando um ambiente de respeito e trocas. Estas atitudes ajudarão o aluno surdo a crescer, sem restringir a sua criatividade, nem deixando-o passivo limitando-o a cópia ou a espera de modelos que impedem sua produção e potencial de crescimento/desenvolvimento. Ela destaca que todos crescem com as diferenças, alunos com deficiência aprendem com os demais alunos e vice versa. A professora que também é gestora de uma instituição que desenvolve ações inclusivas (Espaço TK) finaliza a sua palestra destacando que uma “escola ideal” precisa aprender a cultura do surdo, conhecer a história da surdez e desenvolver e estimular o ensino e uso da Libras, assim se estabelece também uma cultura de acolhimento que irá de fato gerar “uma escola das diferenças e não dos diferentes” (frase de Mantoan exposta na palestra). 

Andreia Figueira - Autora da Sinopse. Graduada em Pedagoga, Pós-graduada em Educação Especial com ênfase em Deficiência Intelectual, atuou como especialista em AEE em Sala de Recurso Multifuncional, foi tutora em cursos de EAD é docente na área de Educação Especial.

A IMPORTÂNCIA DA LIBRAS NO ENSINO E
NA APRENDIZAGEM DE ALUNOS SURDOS

Thaís Freitas
Professora, Pedagoga e Fonoaudióloga e Gestora do Espaço TK

ENSINO DE LEITURA E ESCRITA PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA

Miryan Cristina Buzetti
Professora da rede pública, pedagoga, psicopedagoga, Mestre e Doutora em Educação Especial e Pós doutoranda em Educação.

Baseada nas questões: como a criança aprende a ler e escrever? Quais atividades desenvolver em sala de aula? Quais adaptações e como adequar o plano de ensino para alunos com deficiência? a professora e pesquisadora Miryan Buzetti esclarece aspectos sobre a complexa tarefa de alfabetizar. Durante a palestra, ela destaca como ocorre todo este processo, especificando as rotas de leitura, fornecendo exemplos de maneira clara e objetiva, demonstrando como acessamos o significado de uma palavra. Por meio dos exemplos apresentados pela palestrante é possível entender como uma criança aprende a leitura e a escrita. Além disso, a pesquisadora nos expõem a compreensão do processo pelo qual os alunos passam, especificamente os que possuem deficiência. O foco principal de sua palestra é sobre a Adaptação Curricular. Neste sentido, a pedagoga que também possui grande experiência com a atuação de crianças com deficiência, explica que devemos propor o mesmo conteúdo para todos os alunos da nossa sala de aula. As adaptações realizadas devem ser no sentido de favorecer que todos os alunos tenham condições igualitárias para aprender e assim tenham as mesmas oportunidades de acesso ao conhecimento. Miryan conclui a sua fala apresentando algumas estratégias de alfabetização, leitura e escrita enfatizando a importância de respeitar o tempo de aprendizagem dos nossos discentes, particularmente os que possuem deficiência. Ela complementa que o educador precisa propor atividades diversificadas, planejando "o ensino em pequenos passos". Conhecer e estar atento às necessidades dos nossos alunos, nos ajuda a adaptar os recursos de maneira significativa. Essas e outras sugestões muito ricas, somam substancialmente novos conhecimentos a nossa prática pedagógica! 

Andreia Figueira - Autora da Sinopse. Graduada em Pedagoga, Pós-graduada em Educação Especial com ênfase em Deficiência Intelectual, atuou como especialista em AEE em Sala de Recurso Multifuncional, foi tutora em cursos de EAD é docente na área de Educação Especial.

Esta é uma palestra que aborda um tema importante na atualidade: a “tecnologia digital” e que aponta caminhos significativos aos professores, que atuam com alunos com deficiência. A pesquisadora Ketilin Pedro, nos leva a refletir e revisitar nossas práticas pedagógicas, pensando agora na utilização das tecnologias digitais de modo produtivo, criativo, intencional e inclusivo. Recupera em nossas memorias terminologias referentes à Informação e comunicação, nos lançando o questionamento se de fato vivemos em uma sociedade do conhecimento devido termos o “acesso rápido às informações”. A docente, reforça o conceito de “inovação”, afirmando que não é mais concebível pensar uma educação sem os recursos tecnológicos digitais. Em sua fala é realçado como mola propulsora para a incorporação desses recursos de forma eficaz, o “planejamento docente”. Sendo que este deve ter os objetivos claros e prever o contexto dos alunos, suas potencialidades, suas necessidades de aprendizagem, os recursos e estratégias. Ketilin nos fornece dicas de ferramentas que podem ser empregadas na prática inclusiva. Destaca ainda sobre a importância do papel do professor no mundo atual, onde os estudantes estão cada vez mais cedo acostumados a conviver e utilizar ambientes e recursos digitais. Para isso, estas tecnologias precisam ser empregadas de forma desafiante na aprendizagem do aluno. Com o lema “Nenhum aluno para trás” ela encerra sua palestra nos dando sugestões para utilizarmos a tecnologia digital não apenas como um recurso de acessibilidade, mas também como uma ferramenta de enriquecimento intelectual, com forte impacto na ação docente e na aprendizagem do aluno. 

Andreia Figueira - Autora da Sinopse. Graduada em Pedagoga, Pós-graduada em Educação Especial com ênfase em Deficiência Intelectual, atuou como especialista em AEE em Sala de Recurso Multifuncional, foi tutora em cursos de EAD é docente na área de Educação Especial.

EDUCAÇÃO INCLUSIVA NA CULTURA DIGITAL: RECURSOS E ESTRATÉGIAS

Ketilin Mayra Pedro
Professora Universitária, Pedagoga, Mestre e Doutora em Educação e pós-doutoranda em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem.

Deseja assistir mais palestras que foram apresentadas no evento anterior?

Acesse o nosso Canal no Youtube.

Possui alguma dúvida? Deseja enviar uma sugestão? Entre em contato conosco! 
Mas, antes, não esqueça de consultar a nossa sessão de dúvidas frequentes.

 

FORMULÁRIO DE CONTATO

 

Por favor insira seu nome
Please enter a valid phone number.
Por favor insira a mensagem

Possui alguma dúvida? Deseja enviar uma sugestão? Entre em contato conosco! 
Mas, antes, não esqueça de consultar a nossa sessão de dúvidas frequentes.

 

FORMULÁRIO DE CONTATO

 

Por favor insira seu nome
Please enter a valid phone number.
Por favor insira a mensagem