ÁRVORE DA VIDA

Gisele Sant Ana Lemos

inclusao-autista

Imagem: acervo Portal Educação Inclusiva

3o-ciclo-palestra_novo
Realize o seu pré-cadastro
Confirme no seu e-mail

Relato de experiência escolar dentro das atividades de psicomotricidade na classe do 1º ano do ensino fundamental, com crianças de 6 anos em escola particular no Rio de Janeiro na Cidade do Rio de Janeiro, no bairro da Tijuca.
Nossos desafios aconteciam ao trabalharmos com a inclusão de um aluno autista, Pedro, 9 anos, mais velho e maior, junto com as crianças menores, de 6 anos, nas aulas de psicomotricidade.
O aluno sentia a inclusão, na iniciativa da própria turma, e valorização do pertencimento a esse grupo, em todas as tarefas solicitadas.
Os alunos buscavam segurar a mão dele, colocar Pedro do lado, e em todas as posições sugeridas, auxiliar Pedro para que sempre estivesse junto ao grupo.

 

 

"O aluno sentia a inclusão, na iniciativa da própria turma..."

Nosso trabalho de aulas semanais com movimento corporal e atividades com integração de material não formal, mobilização da turma e do aluno, aconteciam semanalmente. Começamos a perceber que Pedro claramente, desejava participar, expressar corporalmente nas aulas de psicomotricidade.

Os benefícios que acontecem quando você propõe uma atividade e todos ficam felizes e satisfeitos, são enormes ao professor e a classe.
Todos ganhamos com a integração de uma classe.
Onde as diferenças existem mas somem, ao sermos um único grupo atuante e presente.
A Proposta foi trabalharmos com uma saia de cantigas, de tecido. Essa saia tem três metros de diâmetro, com abertura no centro, que chamo árvore da vida. Árvore da Vida, pois além de ser colorida, coloquei umas folhas nela, e todos os alunos podem ser o “esteio”, entrando no centro e sendo o tronco, no meio da roda, enquanto os outros alunos, balançam e fazem movimentos com o corpo, com a roda cantigas, movimentos: embaixo, acima, esquerda e direita.
Todos os alunos, gostam muito dessa atividade.
Nesse dia especial, Pedro ficou no centro, e além de todos os movimentos citados acima, sugeri e fizemos a integração do grupo indo ao centro onde ele estava e depois se afastando.
A integração foi muito livre e não verbal.
Pedro nitidamente estava feliz, rindo, adorando o contato físico de todos com ele através da saia.
Foi um dia especial.

Gisele_fotos

Imagem: enviada por Gisele Lemos

Foi um dia especial. Todos voltaram para sala felizes me abraçando e contentes.
Os benefícios que acontecem quando você propõe uma atividade em que todos ficam felizes e satisfeitos, são enormes ao professor e a classe. Todos ganhamos com a integração de uma classe, onde as diferenças que existem somem, ao menos para sermos em um único exercício, um grupo atuante, presente e integrado.O sucesso foi tão bom, que depois fizemos com Pais & filhos a atividade integrando, família e escola na atividade.

Publique o seu relato de experiência ou artigo no Portal Educação Inclusiva. Clique aqui e acesse o formulário.

Possui alguma dúvida? Deseja enviar uma sugestão? Entre em contato conosco! 
Mas, antes, não esqueça de consultar a nossa sessão de dúvidas frequentes.

 

FORMULÁRIO DE CONTATO

 

Por favor, insira seu nome.
Informe um telefone válido.
Por favor, escreva sua mensagem.

Possui alguma dúvida? Deseja enviar uma sugestão? Entre em contato conosco! 
Mas, antes, não esqueça de consultar a nossa sessão de dúvidas frequentes.

 

FORMULÁRIO DE CONTATO

 

Por favor, insira seu nome.
Informe um telefone válido.
Por favor, escreva sua mensagem.